Fotógrafo - Gabriel Bessa

16:10

Por Débora Queirós

Conheci o Gabriel quando estudava a cadeira de Foto I, mas não imaginei o quão talentoso ele era. Só descobri os dotes do rapaz, na entrega do trabalho final que era um ensaio com cerca de quinze fotos. Ele tinha feito um ensaio maravilhoso de um show que ele tinha ido e desde então resolvi acompanhar os outros trabalhos que ele fazia. Conversei um pouco mais pra descobrir de onde essa paixão por fotografia havia vindo e eis o que ele falou:

"A paixão pela fotografia surgiu basicamente pelo contato com a arte fotográfica. Com o tempo eu fui exercitando um olhar mais técnico sobre a iluminação, o enquadramento e afins, quando assistia filmes ou via fotografias que me chamavam mais atenção. O fato de sempre ver fotografias em livros e internet me despertou o interesse por aprender a fotografar e tornar isso a minha profissão. Não tive algum parente ou amigo próximo que me incentivasse ou promovesse esse contato diretamente com a fotografia, mas meus pais sempre incentivaram bastante e apoiaram as minhas decisões acerca das minhas aptidões e vontades, desde os 5 anos, quando entrei nas primeiras aulas de violão, até quando decidi cursar publicidade, e não direito, como eles imaginavam que eu iria. Hoje em dia, como o de costume, tenho o apoio deles pra seguir como fotógrafo. Sou muito grato."
Acho super bacana pelo fato dele não ter tido nenhuma influência, eu por exemplo tive minha mãe como alguém que sempre admirava fotos e acabei adquirindo esse gosto. Mas não pretendo seguir carreira apenas com essa profissão, trato mais como um hobby sério, dá pra entender? haha. O Gabriel tem um pensamento diferente do meu e mesmo não estudando apenas fotografia (mas também Publicidade) acha que pode unir as coisas a seu favor, vamos vê o que ele acha mais sobre isso:

""Eu percebi que eu poderia transformar algo que eu amo em minha profissão, entende? Tenho esse objetivo pela pura intenção de fotografar, fotografar muito, sem depender de outro tipo de emprego fixo Ficar sentado atrás de uma mesa o dia inteiro cumprindo ordens não é muito a minha praia (e eu nem curto muito ir à praia). Sou muito grato à experiência que passei nos lugares que trabalhei, mas nas vezes que eu tentei ficar em um emprego fixo, eu não consegui, saí assim que me senti sufocado pela rotina do lugar. Sou o tipo de pessoa que gosta de subir de 2 em 2 degraus, e fica difícil de fazer isso de mãos dadas com alguma empresa, a não ser que o local realmente me dê boas oportunidades de crescimento em um trabalho fixo como fotógrafo (o que não tenho visto por aí). Por enquanto, eu prefiro ser independente e um dia, quem sabe, posso aproveitar alguma nova oportunidade.

Pretendo seguir carreira como fotógrafo, não penso em outra profissão que me dê tanta vontade de seguir como essa. Tenho tido oportunidades e feito alguns trabalhos com vídeo e design e não sei muito bem onde esses trabalhos irão vai me levar, mas é algo que eu também tenho muito gosto por fazer e tem relação muito benéfica e próxima com meu trabalho com fotografia.
Apesar de que a fotografia não é tão relacionada à parte teórica da publicidade, o curso tem me proporcionado boas oportunidades e aprendizados que me ajudam a desenvolver as características do meu trabalho. Todos os dias, na universidade, conheço pessoas que apóiam o meu trabalho por terem tanto gosto quanto eu, pela fotografia. Acho que essa rede de contatos não seria tão eficiente se eu estudasse outra área que não fosse a da Comunicação."
Para quem pretende seguir essa profissão, acho que o Gabriel deu vários bons motivos para segui-la não é verdade? Quando você trabalha com o que você gosta, as coisas boas fluem naturalmente e sendo o profissional super talentoso que sem dúvidas ele é, o retorno vem com facilidade. Mas todo fotografo, curte mais um tipo específico de fotografia. Eu por exemplo, adoro fotografar pessoas em estúdio e que posam pra câmera, mas conheço muitas pessoas que não curtem nem um pouco. Ele também falou um pouco sobre isso, confere:

"É interessante falar sobre o lado estilístico da fotografia, afinal é esse o grande diferenciador entre os fotógrafos, na minha opinião. Eu procuro sempre criar a foto, gosto da parte da elaboração de um ensaio a partir da construção dos elementos que estarão na fotografia. A conversa prévia com o cliente, a definição de conceitos do trabalho, cores e componentes de um ensaio, isso se tornou muito importante pra mim. Gosto de manter sempre as características marcantes de cada trabalho. Gosto de me diferenciar com um olhar um pouco menos convencional sobre a luz e ângulos. As edições bastante diferenciadas também tem um papel fundamental na finalização dos meus trabalhos.

Eu já fotografei e fotografo um pouco de tudo, mas tenho me encontrado e focado cada vez mais nos trabalhos que me exigem mais criatividade. Me vejo como fotógrafo focado em publicidade e moda, atual e futuramente. Meu trabalho sempre esteve em construção e vai estar por muito tempo, pois sou muito curioso por novos olhares, estou sempre procurando aprender novas técnicas e aplicar nas minhas fotografias. Esperem por novidades, ainda tem muito por vir!"

Agora vamos deixar de ladainha e mostrar um pouco mais do trabalho do cara. Tentei pegar fotos de diversos contextos, pra vocês conhecerem um pouco mais de cada um:

Você pode gostar também:

1 comentários

POPULARES

INSTAGRAM

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inscreva-se